Reunião Ampliada Junho/2016

Temos o prazer de convidá-los para a próxima Reunião Ampliada (RA) de discussão da pesquisa:

“PROMESSAS E LIMITES: O SISU E SUA IMPLEMENTAÇÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS”

CLÁUDIDO MARQUES MARTINS NOGUEIRA

Professor do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMG

BRÉSCIA FRANÇA NONATO

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMG

GUSTAVO MEIRELLES RIBEIRO

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMG

SANDRA REGINA DANTAS FLONTINO

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMG

 

Data: 23 de Junho de 2016 – quinta-feira

Horário: 14h às 17h

Local: Sala da Congregação – FaE/UFMG

E-mail: osfe@fae.ufmg.br

Reunião Ampliada Maio/2016

Temos o prazer de convidá-los para a próxima Reunião Ampliada (RA) de discussão da pesquisa:

“PROFISSÃO PARA HOMEM?

A ESCOLHA FEMININA POR CURSOS

MAJORITARIAMENTE

MASCULINOS NA UFMG

Pesquisador: Prof. Sandra Regina Dantas Flontino (Mestranda do Programa de Pós graduação em Educação da UFMG)

Data: 19 de maio de 2016 – quinta-feira

Horário: 14h às 17h

Local: Sala da Congregação – FaE/UFMG

E-mail: osfe@fae.ufmg.br

5° Colóquio Luso-Brasileiro de Sociologia da Educação

Acontecerá na cidade de São Paulo, de  21 a 23 de de abril de 2016, o 5° Colóquio Luso-Brasileiro de Sociologia da Educação.  Trata-se da quinta edição de um evento que tem como principal objetivo criar um espaço de troca acadêmica entre Brasil e Portugal sobre os temas candentes e atuais da Sociologia da Educação, averiguando os quadros analíticos que os sociólogos da educação estão mobilizando para dar conta da complexidade das metamorfoses do mundo educativo contemporâneo nos dois países.

 

Esta edição do Colóquio Luso-Brasileiro de Sociologia da Educação contará com mesas-redondas com convidados palestrantes e também com sessões temáticas para discussão de pesquisas de doutorandos em fase de finalização da tese, recém-doutores e pesquisadores que estão realizando pós-doutorado. As inscrições para os trabalhos, nesse último caso, estão abertas até 10 de fevereiro de 2016. Veja a programação completa e mais informações aqui: http://www.vcoloquiolusobrasileirosociologiadaeducacao.com/#!blank/wou9y

As datas para as Reuniões Ampliadas do primeiro semestre de 2016 já estão confirmadas. Em fevereiro divulgaremos os temas e locais. Fiquem ligados!

 

A equipe do OSFE deseja à todos vocês um Feliz Natal e um próspero Ano novo!

natal-enfeite-estrelas-wallpaper

Seminário Escola privada Brasil e Argentina

Nos próximos dias 23 e 24 de novembro acontecerá na EACH/USP uma jornada sobre educação privada e privatização da educação no Brasil e na Argentina.

 

No Brasil, pouco mais de 20% da população estudantil está inscrita neste segmento do sistema de ensino. Entretanto, os egressos do ensino privado representam cerca de 60% dos estudantes nas principais universidades públicas paulistas. Na Argentina, 24% dos estudantes estão na escola privada, mas o acesso ao ensino superior não é controlado pela barreira do vestibular.

Neste seminário pretende-se discutir a passagem dos estudantes no interior de sistemas de ensino segmentados e diferenciados, da escola básica ao ensino superior. A professora Maria Alice Nogueira, do OSFE, será uma das expositoras no evento. Veja a programação completa aqui:

semi 1semi 2

semi 3

REUNIÃO AMPLIADA NOVEMBRO/2015

 

Temos o prazer de convidá-los para a próxima Reunião Ampliada (RA) de discussão da pesquisa:

“HOMESCHOOLING E PODER FAMILIAR: uma análise da constitucionalidade e da legalidade do Projeto de Lei 3179/12 frente à legitimidade do Direito dos pais instruírem seus filhos em casa”

 

 

O objetivo da presente pesquisa é investigar o fenômeno sócio-cultural do homeschooling, buscando, inicialmente, compreender sua gênese no plano internacional para, num segundo momento, analisar os seus reflexos no contexto da sociedade e do direito brasileiro. Importante ressaltar que especificamente o objeto da presente pesquisa é a abordagem jurídica do tema homeschooling no cenário do Direito brasileiro vigente. O ponto central de toda reflexão cientifica consiste na análise da legitimidade do exercício do poder familiar frente àqueles genitores que resolvem oferecer o ensino aos seus filhos em casa, de forma a averiguar se tal decisão caracteriza ou não violação do Direito Fundamental à Educação, tendo em vista que o Estatuto da Criança e do Adolescente, ao instituir o principio da proteção aos filhos, deixa claro que toda criança tem o direito de estar regularmente matriculada numa Instituição de Ensino. A partir dessas proposições teóricas pretende-se discutir a constitucionalidade e a legalidade do Projeto de Lei 3.179/12

                                                              Pesquisador:

                         Fabrício Veiga Costa (Doutor em Direito Processual e Advogado)

                                     

                                         Data: 12 de novembro de 2015 – quinta-feira

                                                           Horário: 14h às 17h

                                             Local: Sala da Congregação – FaE/UFMG

                                                        E-mail: osfe@fae.ufmg.br

     

ENCONTRO DE PESQUISA

O OSFE convida para as seguintes atividades do XI Encontro de Pesquisa em Educação da FaE/UFMG:

 

SEGUNDA-FEIRA, DIA 19 DE OUTUBRO:

  • 09:30 às 11:30 horas – Local: Auditório Prof. Neidson Rodrigues CONFERÊNCIA DE ABERTURA: Desigualdades escolares no Ensino Fundamental

Resumo: As desigualdades escolares constituem um fenômeno que pode ser estudado tomando-se estudantes, escolas e municípios como unidades de análise. Em qualquer nível, esse fenômeno reflete estruturas sociais e políticas mais amplas e tem impacto na qualidade da educação. A caracterização das desigualdades implica em definir uma medida de qualidade que se quer analisar e formas de medir a diferença dessa qualidade para diferentes grupos sociais, escolas ou municípios. Tomando-se como medida de qualidade o resultado da Prova Brasil e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), será argumentado, com base em evidências empíricas nacionais, porque as desigualdades entre grupos de estudantes, escolas e municípios não devem ficar de fora do debate educacional.

Conferencista: Prof. Dr. José Francisco Soares

Sobre o palestrante: José Francisco Soares é professor aposentado da Faculdade de Educação, é professor colaborador do programa de pós-graduação em Educação da FaE/UFMG, Líder do Grupo de Avaliação e Medidas Educacionais (GAME) e pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Desigualdades Escolares (NUPEDE). Atualmente exerce o cargo de Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Realização: NUPEDE – Núcleo de Pesquisa em Desigualdades Escolares (Coordenadora: Maria Teresa Gonzaga

 

QUINTA-FEIRA, DIA 22 DE OUTUBRO:

  • 08:00 às 11:00 horas – Local: Auditório Prof. Neidson Rodrigues MESA REDONDA: Escolas, sujeitos, famílias: pesquisas do OSFE (Observatório Sociológico Família-Escola) na Educação Básica

Resumo: O objetivo desta mesa é apresentar resultados de duas pesquisas voltadas para a Educação Básica,  desenvolvidas por equipes do OSFE (Observatório Sociológico Família-Escola)*. Uma das pesquisas busca investigar como tem sido tratada a questão do dever de casa na escola de tempo integral e, a partir daí, discutir o currículo e a relação com as famílias nesse novo contexto de organização do ensino decorrente da ampliação da jornada escolar. A outra pesquisa propõe-se a identificar e analisar perspectivas e projetos de continuidade dos estudos de estudantes do ensino médio de uma escola pública estadual da região metropolitana de Belo Horizonte. Os dois estudos, além de igualmente voltados para realidades da Educação Básica brasileira, têm em comum o fato de tentar, nas suas problemáticas específicas, identificar interfaces com a família.

*Essas pesquisas contaram com financiamento da Fapemig: Edital 13/201, Pesquisa em Educação Básica, acordo CAPES/FAPEMIG.

Participação: Maria José Braga – OSFE (Título da apresentação: Perspectivas e projetos de continuidade dos estudos e a relação família-escola: o caso de alunos do ensino médio de alunos de escola pública estadual); Tânia de Freitas Resende (Título da apresentação: Dever de casa, currículo e relação com as famílias em escolas que desenvolvem projetos de ampliação da jornada no ensino fundamental); Debatedora: Profa. Maria Amália de Almeida Cunha. Realização: OSFE – Observatório Sociológico Família-Escola (Coordenadora: Maria José Braga)

Reunião Ampliada outubro/2015

Temos o prazer de convidá-los para a próxima Reunião Ampliada (RA) de discussão da pesquisa:

 

“ENTRE A ESCOLA E A FAMÍLIA: NUANCES DE UM (DES)ENCONTRO”

 Nos últimos anos, observa-se um crescente movimento de consolidação das políticas de avaliação e monitoramento que oferecem instrumentos para implementação de políticas de responsabilização. Combinando referenciais teóricos dos estudos sociológicos sobre a relação família e escola e dados empíricos obtidos em pesquisa com abordagens quantitativa e qualitativa (survey e grupos focais), a pesquisa discute a relação família e escola neste novo contexto de implementação de políticas de responsabilização, desenvolvidas a partir do ano de 2009 no Município do Rio de Janeiro.

 

                                                          Pesquisador:

                   André Luiz Régis de Oliveira (Mestre em Educação-PUC-Rio)

                                     

                                    Data: 15 de outubro de 2015 – quinta-feira

                                                  Horário: 14h às 17h

                                    Local: Sala da Congregação – FaE/UFMG

                                              E-mail: osfe@fae.ufmg.br